Ator Léo Rosa cobra Record por não pagar cachês de reprise: 'São mestres em ludibriar'

Atualmente na reprise da novela “Escrava Mãe”, originalmente exibida em 2016, o ator Léo Rosa criticou a Record por tentar lhe “ludibriar” após ele cobrar da emissora o pagamento que tem direito com a reexibição das tramas em que trabalhou.

Em entrevista ao Notícias da TV, o artista, que enfrenta um câncer há três anos, informou que tem para receber uma quantia de mais ou menos R$ 20 mil. Pedindo ajuda financeira na internet e recorrendo ao apoio de amigos na pandemia, Rosa se cansou da boa vontade e expôs seu incômodo com a gestão da emissora, onde trabalhou por 11 anos.

"Eles [Record] são mestres em ludibriar. Olha a situação que eu estou vivendo: pedindo dinheiro na internet para conseguir viver. Não tenho mais diálogo nessa empresa. Pague o que me deve. Se for necessário, eu vou pro pau. Se fazem isso comigo é porque eles fazem com outros atores. Tem gente passando necessidade, e eles não pagam”, declarou.

Apesar da situação, Léo disse ser grato com a Record, reconhece que foi a emissora a responsável por lhe projetar no meio e faz questão de dizer que fez grandes amigos e que por lá há diretores e autores competentes.

Por outro lado, o ator tem se decepcionado com atendimento inadequado do canal, já que é de responsabilidade dos artistas cobrarem os valores de direitos autorais quando uma novela entra em reprise. Ao portal de Daniel Castro, Rosa afirmou que, ao entrar em contato, não tem encontrado respostas por sempre ser transferido de setor em setor.

"Estou cansado dessa relação com a Record. Tenho novela no ar e, pelo contrato, eu tenho que receber depois de 90 dias. Não estou recebendo. Quero meus direitos, sou um cidadão brasileiro, tenho meus impostos para pagar. Botam meu talento no ar e não me pagam. Já busquei respostas, mas sempre dizem que mudou o telefone de quem cuida dos pagamentos. São mestres em ludibriar”, reclamou o ator, que atualmente está sem perspectiva de trabalho.

Em resposta às alegações de Léo Rosa, a Record emitiu uma nota informando que está “rigorosamente em dia com o pagamento de direitos conexos”. No comunicado, a emissora também informou, que assim como dito pelo ator, “os contratos determinam que os pagamentos começam a serem feitos 90 dias após o início da exibição das novelas”, considerando que “Escrava Mãe” reestreou no dia 18 de agosto com previsão de início desses pagamentos a partir do dia 16 de novembro. “Todos os profissionais têm as cópias de contrato que provam que os pagamentos neste prazo são comuns em todas as emissoras”, completou a Record.