CNMP abre processo contra procurador por pagar outdoor a favor da Lava Jato

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu nesta terça-feira (22), por unanimidade, abrir processo administrativo disciplinar contra o procurador Diogo Castor de Mattos por ter pagado um outdoor em defesa da Lava-Jato. O procurador era integrante da força-tarefa da operação.

Segundo o corregedor nacional do CNMP, Rinaldo Reis, há indícios de "improbidade administrativa" na conduta do procurador e disse que o processo poderia resultar até mesmo na sua demissão do Ministério Público Federal (MPF). Mas o corregedor votou por uma punição de suspensão de 90 dias e disse que a peça publicitária tem feições de “promoção pessoal” e é um “descompasso com a política de comunicação institucional do MPF”.

Com a abertura do processo, haverá instrução processual, interrogatório de testemunhas e produção de provas, para posteriormente aplicar uma punição. O outdoor apresentava os integrantes da Lava Jato com a seguinte frase: "Aqui a lei se cumpre".